Cetose e cetoacidose são termos relacionados a produção de cetonas pelo corpo. No entanto, enquanto a cetose geralmente é segura, a cetoacidose pode ser fatal.

Cetose nutricional acontece quando o corpo começa a utilizar energia da queima de gordura em vez da glicose. Induzir a cetose é o objetivo de uma dieta cetogênica, ou dieta “ceto” e em inglês dieta “keto”, que é uma dieta rica em gordura e muito baixa em carboidratos que pode ajudar as pessoas a perder peso.

A cetoacidose ocorre quando o corpo produz níveis perigosamente elevados de cetonas e é frequentemente uma complicação do diabetes tipo 1.

Neste artigo, discutimos as diferenças entre cetose e cetoacidose, incluindo seus sintomas. Também explicamos quando consultar um médico e como tratar e prevenir a cetoacidose.

Cetose x cetoacidose

Um médico ou nutricionista pode recomendar exames de sangue ou urina para determinar se alguém está com cetose ou cetoacidose.

A cetose nutricional ocorre quando o corpo usa gordura em vez de glicose como combustível. O fígado decompõe essa gordura em substâncias químicas chamadas cetonas e as libera na corrente sanguínea. O corpo é então capaz de usar as cetonas como fonte de energia.

A dieta cetogênica tem como objetivo induzir a cetose nutricional. As pessoas fazem isso comendo alimentos que são ricos em gordura, mas muito pobres em carboidratos . Adotando esta dieta tornou-se uma maneira popular de queimar gordura e perder peso.

Originalmente a dieta cetogênica foi desenvolvida para tratar crianças com epilepsia. A dieta cetogênica “clássica” envolve a ingestão de 3-4 gramas (g) de gordura para cada 1 g de carboidrato e proteína. (1)

De acordo com a Epilepsy Foundation, estudos mostram que mais de 50% das crianças que experimentam a dieta têm metade do número de convulsões ou menos, enquanto 10 a 15% se tornam livres de convulsões. (2)

Os cientistas ainda não sabem porque a dieta cetogênica reduz alguns sintomas da epilepsia. (3) A pesquisa sugere que esta dieta também pode ajudar com alguns outros distúrbios neurológicos, como a doença de Parkinson e a doença de Alzheimer.

Em contraste, a cetoacidose ocorre quando o corpo pensa que está morrendo de fome e começa a quebrar gorduras e proteínas muito rapidamente. É uma complicação potencial do diabetes tipo 1.

Se uma pessoa não tem insulina suficiente, o corpo não pode mover a glicose do sangue para as células, onde é necessário para a energia. Como resultado, níveis perigosos de glicose e cetonas podem se acumular no sangue. Essa condição de saúde é chamada de cetoacidose diabética.

Os médicos podem usar testes de sangue e urina para determinar se uma pessoa está em cetose ou cetoacidose.

Durante a cetose nutricional, é normal ter níveis de cetona no sangue de 0,5 a 3,0 milimoles por litro (mmol/L). (4) De acordo com a Associação Americana de Diabetes, uma pessoa deve verificar os seus níveis de cetona se os seus níveis de glicose no sangue forem superiores a 240 miligramas por decilitro (mg/dl). (5)

Pessoas com diabetes cujos níveis de cetona no sangue são altos têm um risco mais significativo de cetoacidose diabética.

Quais os sintomas da cetoacidose?

Quais os sintomas da cetoacidose?

A cetoacidose diabética é uma complicação potencial do diabetes tipo 1, e pode ocorrer se uma pessoa não administrar insulina suficiente nos momentos certos. Não comer comida suficiente também pode desencadear cetoacidose diabética.

Os sintomas da cetoacidose diabética incluem (6):

  • Níveis elevados de glicose no sangue
  • Aumento dos níveis de cetonas na urina
  • Sede e micção freqüente
  • Exaustão
  • Pele seca ou ruborizada

Como a cetoacidose progride, os sintomas podem incluir (7):

  • Náusea e vomito
  • Dor de estômago
  • Problemas respiratórios
  • Um odor frutado na respiração
  • Confusão e dificuldade em prestar atenção
  • Perda de consciência

Quais os sintomas de cetose?

Para a maioria das pessoas, a cetose é um estado metabólico de curta duração que ocorre quando o corpo muda temporariamente da queima de glicose para a queima de gordura. Durante esse tempo, o nível de cetonas no sangue aumenta.

Pessoas em dietas cetogênicas pretendem passar mais períodos prolongados em cetose. Algumas pessoas também entram em estado de cetose através do jejum.

Cetose pode levar ao mau hálito e perda de peso. Também pode causar dores de cabeça, sede e problemas estomacais em algumas pessoas.

Embora a cetose indutora seja geralmente segura, pode levar a desequilíbrios nutricionais em algumas pessoas ou resultar na falta de calorias suficientes. A desnutrição pode causar:

  • Fadiga
  • Fraqueza
  • Baixa concentração ou problemas de memória
  • Mudanças de humor
  • Anemia
  • Sentindo frio
  • Adoecer com mais frequência

Quando devo procurar um médico?

Quais os sintomas de cetose?

Um médico pode usar testes de sangue ou urina para determinar se uma pessoa está em cetose ou cetoacidose. Esses testes medem os níveis de cetonas, glicose e acidez no corpo.

Cetose nutricional não é uma condição de saúde, mas é recomendado sempre o acompanhamento de um Nutricionista. No entanto, a cetoacidose é uma condição com risco de vida, e qualquer pessoa com sintomas deve procurar atendimento médico imediatamente. Pessoas com sinais de desnutrição também devem consultar um médico.

Os médicos costumam fornecer tiras de teste de urina para pessoas com diabetes tipo 1 para que possam verificar seus níveis de cetona.

Como tratar a cetoacidose?

A cetoacidose diabética é uma emergência médica que pode evoluir rapidamente, mas também é altamente tratável.

Os médicos geralmente tratam pessoas com cetoacidose diabética em um hospital ou sala de emergência. O tratamento tipicamente envolve terapia com insulina juntamente com reposição de fluidos e eletrólitos.

A maioria das pessoas com cetoacidose diabética precisará permanecer no hospital para monitoramento. Como os níveis de cetona no sangue voltam ao normal, o médico pode recomendar testes adicionais para determinar se uma pessoa tem outros fatores de risco para cetoacidose.

Como prevenir a cetoacidose?

Pessoas com diabetes podem reduzir o risco de cetoacidose por:

  • Monitorar os níveis de glicose no sangue regularmente e notificar um médico se eles não estiverem sob controle
  • Testar a urina para cetonas se os níveis de glicose no sangue estiverem acima de 240 mg/dl
  • Evitando exercícios se as cetonas estiverem presentes na urina e os níveis de glicose no sangue estiverem altos
  • Tomar insulina de acordo com o plano de tratamento do médico
  • Comer uma dieta saudável e equilibrada
  • Evitando pular refeições

Embora a cetose e a cetoacidose causem o aumento dos níveis de cetona no corpo, elas não são as mesmas.

A cetose nutricional é o objetivo da dieta cetogênica, e geralmente é segura desde que feita com o acompanhamento nutricional correto, enquanto a cetoacidose é uma complicação potencialmente perigosa do diabetes tipo 1.

As pessoas com diabetes devem evitar dietas cetogênicas e seguir as recomendações de tratamento do médico para prevenir a cetoacidose.

As dietas cetogênicas podem ajudar as pessoas a perder peso e podem oferecer alguns benefícios à saúde. No entanto, é sempre melhor conversar com um nutricionista antes de tentar uma nova dieta.

Continue lendo:

Dietas para emagrecer e também mantém você saudável

Como a dieta cetogênica pode te ajudar a emagrecer

Dieta cetogênica e diabetes: eles andam bem juntos?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here


Quer receber dicas sobre Nutrição? Marque aqui ;)