Os efeitos do FAST FOOD no seu corpo

Comer fast food tem se tornado uma atividade mais comum do que gostaríamos. Além de rápido, como o nome sugere, as opções crescem cada dia mais.

Enquanto praticá-la de vez em quando não representa riscos, a frequência é determinante para a sua saúde.

Continue lendo e veja os efeitos do fast food no seu corpo.

EfeitoCausa
Dor de cabeçaComer alimentos ricos em sódio, como muitos fast foods, aumenta o risco de dores de cabeça.
AcneCarboidratos em excesso são responsáveis pela acne. E fast food são ricos nesse nutriente, principalmente batatas fritas e pães de hambúrguer.
Doença cardíacaColesterol elevado e aumento da pressão arterial são dois dos principais fatores de risco para doença cardíaca e acidente vascular cerebral.
Colesterol altoAlimentos fritos são preenchidos com gordura trans. Elas são conhecidas por elevarem os níveis de colesterol LDL (ruim).
Ganho de pesoMesmo que você pense que está comendo “saudável”, ainda pode estar enganado sobre o número de calorias que está consumindo. Isso pode levar a ganho de peso não intencional.
Açúcar no sangueO fast foods são ricos em carboidratos, que podem causar frequentes picos de insulina, podendo alterar a resposta natural desse hormônio no corpo.
DepressãoComer fast food e alimentos processados ​​também pode aumentar o risco de depressão.
Saúde dos dentesOs carboidratos e açúcar no fast food produzem ácidos que destroem o esmalte dos dentes, levando a cáries.
Falta de arCalorias extras podem se transformar em quilos em excesso. Sem exercício para neutralizar o aumento de calorias, a obesidade pode se tornar uma realidade, causando falta de ar.
Pressão altaTipicamente rica em sódio, as comidas rápidas podem elevar a pressão arterial ou agravar os distúrbios cardíacos existentes, incluindo insuficiência cardíaca congestiva.
Calorias extrasAs pessoas que comem em restaurantes fast-food tendem a ingerir de 187 a 190 calorias extras por dia.
InchaçoSeu corpo retém água ao consumir muito sódio, deixando aquela sensação de inchaço.

Efeitos nos sistemas cardiovascular e digestivo

via GIPHY

A maioria dos fast foods, incluindo as bebidas, está cheia de carboidratos e possuem pouca ou nenhuma fibra.

Quando o nosso sistema digestivo faz a quebra desses alimentos, os carboidratos são liberados como glicose na corrente sanguínea. Como resultado, o açúcar no sangue aumenta.

O pâncreas responde ao aumento da glicose ao liberar insulina. A insulina transporta açúcar por todo o corpo para as células que precisam de energia. Enquanto o corpo utiliza ou armazena o açúcar, esse nível no sangue volta ao normal.

Esse processo é altamente regulado pelo nosso corpo e, se tratando de uma pessoa saudável, os órgãos são capazes de manipular adequadamente esses pontos de açúcar.

Mas comer freqüentemente quantidades elevadas de carboidratos leva a repetidos picos de açúcar no sangue.

Com o tempo, esses picos podem fazer com que a resposta normal de insulina do corpo diminua. Isso aumenta o risco de resistência à ela, diabetes tipo 2 e ganho de peso.

Comer alimentos ricos em carboidratos com frequência pode aumentar os níveis de açúcar no sangue, podendo ocasionar diabetes tipo 2 e ganho de peso.

Receba seu boletim gratuito!

Coma mais inteligente e sem terrorismos com as melhores dicas e conselhos nutricionais entregues diariamente à sua caixa de entrada.

Dicas e Conselhos sobre Nutrição

Açúcar e gordura

Muitas alimentos de fast food são ricos em açúcar. Isso não significa apenas calorias extras, mas também pouca nutrição.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a ingestão de açúcar não deve passar de 50 gramas por dia. Isso representa cerca de seis a nove colheres de chá.

Uma lata de coca-cola (1), por exemplo, contém 8 colheres de chá de açúcar. Isso equivale a 140 calorias, 39 gramas de açúcar e nada mais.

Já a gordura trans é criada durante o processamento de alimentos. É normalmente encontrada em:

  • Batata frita congelada
  • Sorvete
  • Salgadinhos (chips)
  • Margarinas
  • Massas industrializadas para bolos e tortas

Nenhuma quantidade de gordura trans é boa ou saudável. Comer alimentos que a contêm pode aumentar o LDL (colesterol ruim), diminuir o HDL (colesterol bom) e aumentar o risco de diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

Restaurantes também podem agravar a questão da contagem de calorias.

Em um estudo (2), pessoas que comiam em restaurantes que associavam como “saudáveis” subestimaram o número de calorias em sua refeição em 20%.

Alimentos de fast food são ricos em adição de açúcar e em gorduras trans, categoria responsável por diminuir o bom colesterol e elevar o ruim.

Sódio

Alimentos de fast food tem alto índice de açúcar e gorduras.

A combinação de gordura, açúcar e muito sódio pode tornar o fast food mais saboroso para algumas pessoas. Mas dietas ricas em sal podem levar à retenção de água, o que reforça a sensação de inchaço depois de comer esse tipo de alimento.

Consumir muito sódio também é perigoso para pessoas com problemas de pressão arterial. Essa substância pode elevar a pressão sanguínea e sobrecarregar o coração e o sistema cardiovascular.

De acordo com um estudo, cerca de 90% (3) dos adultos subestimam a quantidade de sódio em suas refeições de fast food.

A pesquisa aconteceu com 993 adultos e descobriu-se que seus palpites eram seis vezes menores do que o número real.

O Ministério da Saúde do Brasil (MS) (4) recomenda que adultos não comam mais que 5 gramas de sal por dia (1,7 gramas de sódio). Uma refeição de fast food pode conter metade desse valor ou mais.

A sensação de inchaço causada pelas refeições fast food são devido a sua grande quantidade de sódio. Elas chegam a possuir metade do valor recomendado por dia.

Efeitos no sistema respiratório

O excesso de calorias presente nos fast foods pode causar ganho de peso, levando à obesidade, que aumenta o risco de problemas respiratórios, incluindo asma e falta de ar.

Os quilos extras exercem pressão sobre o coração e os pulmões, e os sintomas aparecem mesmo com pouco esforço. É possível notar dificuldade para respirar quando se está andando, subindo escadas ou se exercitando.

Para as crianças, o risco de problemas respiratórios é evidente. Um estudo (5) descobriu que as crianças que comem fast food pelo menos três vezes por semana são mais propensas a desenvolver asma.

O excesso de calorias pode levar ao ganho de peso. Causando sintomas como dificuldade para respirar, principalmente ao subir escadas e ao praticar exercícios.

Efeitos no sistema nervoso central

O formato de comida rápida pode satisfazer a fome a curto prazo, mas os resultados a longo prazo são menos positivos.

Pessoas que comem fast-food e doces processados têm 51% (6) mais chances de desenvolver depressão do que pessoas evitam esse tipo de alimento.

O consumo de fast food está intimamente ligado a efeitos negativos, como grandes chances de desenvolver depressão, como estudos mostram.

Efeitos no sistema reprodutivo

Os ingredientes presentes em fast foods podem ter um impacto na fertilidade.

Um estudo (7) descobriu que alimentos processados contêm ftalatos, substâncias químicas que podem interromper a ação dos hormônios no corpo.

A exposição a altos níveis desse composto químico pode levar a problemas reprodutivos, incluindo defeitos congênitos.

Além de todos os efeitos negativos, fast foods também contém um composto químico que pode levar a problemas reprodutivos.

Efeitos na pele

Os efeitos do fast food podem ser vistos na pele.

Os alimentos ingeridos afetam a aparência da pele, mas pode não ser exatamente pelas razões que você suspeita.

No passado, opções gordurosas, como a pizza, levavam toda a culpa pela acne. Mas de acordo com novos estudos, carboidratos são os verdadeiros responsáveis por ela.

Alimentos ricos nesse nutriente levam a picos de açúcar no sangue e estes saltos repentinos podem desencadeá-la.

Crianças e adolescentes que comem fast food pelo menos três vezes por semana também são mais propensos a desenvolver eczema, de acordo com um estudo. O eczema é uma condição da pele que causa manchas irritadas de pele inflamada e com coceira.

Fast foods afetam também a saúde da pele, podendo causar acne e eczemas, condição que leva a manchas irritadas de pele inflamada e coceira.

Efeitos nos dentes e ossos

Carboidratos e açúcares presentes em fast food aumentam os ácidos da boca, afetando o esmalte dos dentes e levando bactérias e cáries a se desenvolverem.

A obesidade também pode levar a complicações em relação a densidade óssea e massa muscular. Pessoas que sofrem dessa condição têm maior risco de cair e quebrar ossos. (8)

Os fast foods também afetam o esmalte dos dentes, levando a cáries. Além disso, o ganho de peso pode causar complicações ósseas.


A facilidade dos fast foods são extremamente atrativos na correria do dia a dia.

Enquanto consumi-los de vez em quando não causa danos, comê-los com frequência pode ser muito danoso a saúde.

Procure evitar esse tipo de refeição ao máximo e só consumi-la em último caso.

Também é importante manter a prática regular de exercícios físicos. Caso tenha dúvidas, procure um médico ou nutricionista.

Saiba mais:

Chá Verde: Benefícios e Efeitos Colaterais

Guia sobre Dieta Flexível

Alimentos que Fazem Bem Para a Pele

Receba seu boletim gratuito!

Coma mais inteligente e sem terrorismos com as melhores dicas e conselhos nutricionais entregues diariamente à sua caixa de entrada.

Dicas e Conselhos sobre Nutrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *