Tudo sobre Nutrição, Saúde e Alimentação
Criada pelo médico nutricionista francês Pierre Dukan e famosa no mundo todo, a dieta Dukan é composta por 4 fases: ataque, cruzeiro, consolidação e estabilização. Ela promete a perda de peso em pouco tempo, aumentando a ingestão de proteínas e diminuindo a de carboidratos.

O tempo total de duração do método varia de acordo com a quantidade de quilos que cada pessoa quer emagrecer. Se você quer saber mais sobre a dieta, continue lendo.

A origem da dieta dukan e porque ficou famosa

O nutricionista francês Pierre Dukan lançou – no ano 2000 – o livro “Eu não consigo emagrecer”, considerado um fenômeno com mais de 30 milhões de cópias vendidas no mundo todo, encabeçando também a lista do mais vendidos no Brasil durante muito tempo.

A publicação contém todos os detalhes necessários sobre o método, que segundo o médico, foi desenvolvido para quem já tentou de tudo e mesmo assim não consegue emagrecer e também para quem até consegue, mas acaba engordando novamente, sofrendo com o chamado efeito sanfona.

A dieta promete o emagrecimento em pouco tempo e ficou famosa após os rumores de que algumas celebridades teriam se submetido a ela, incluindo a duquesa Kate Middleton, que aparentemente realizou o procedimento antes do casamento com o príncipe William.

![Pierre Dukan foto pessoal](/content/images/2018/07/dukanis-dieta-1024x602.jpg)
## **Como ela funciona**

Com foco no alto consumo de proteínas e baixo consumo de carboidratos, a dieta dukan tem 4 fases. Cada uma possui as suas restrições, mas o nutricionista garante uma variedade de até 100 alimentos para cada fase. Durante a dieta, você pode comer quantas vezes quiser e o quanto quiser, desde que respeite as restrições de cada fase. As informações completas e detalhadas podem ser encontradas no livro “Eu não consigo emagrecer”, escrito pelo criador da dieta, Pierre Dukan.

**Fases da dieta **

A dieta dukan é dividida em 4 fases. As duas primeiras, ataque e cruzeiro, tem como objetivo a perda de peso, enquanto as duas últimas, consolidação e estabilização, foram criadas para a estabilização do novo peso, já que a retomada do peso antigo é uma das maiores preocupações para quem faz dieta. A seguir, vamos entender como cada fase funciona, qual a sua duração, quais alimentos estão permitidos e quais alimentos estão proibidos.

Fase 1 – Ataque

É a fase mais desafiadora e com mais restrições de toda a dieta dukan. Aqui, o objetivo é aumentar o metabolismo com o consumo apenas de alimentos ricos em proteínas, o que promove a maior perda de peso da dieta.

Duração: de 2 a 7 dias.

O que comer: Carnes magras (vitelo, boi ou porco), presuntos (com gordura abaixo de 4%), aves como frango (nesse caso, retirar a pele), peixes e frutos do mar em geral (incluindo enlatados – desde que não tenha óleo), ovos (incluindo a gema) e laticínios leves sem açúcares. As carnes de soja estão liberadas, desde que tenham baixo teor de gordura.

Preparação: Evitar usar óleo, manteiga e azeite na preparação dos alimentos. Carnes e aves podem ser grelhadas, cozidas ou assadas, desde que nenhuma gordura ou o mínimo possível seja utilizada. Os peixes podem ser temperados com limão, um pouco de molho shoyu ou de soja e ervas em geral. Os ovos podem ser cozidos e devem ser consumidos de maneira moderada. Outros temperos que podem ser utilizados na preparação dos alimentos são o vinagre, o curry, alho, salsinha, cebolinha, mostarda, cebola e canela.

O que não comer: Carboidratos e gorduras.

Líquidos: Nessa fase, ingerir um litro e meio de água por dia. Chás e café estão liberados, sem adição de açúcares.

Recomendações: Ingestão de 1,5 colher (sopa) de farelo de aveia por dia, que além de aumentar a sensação de saciedade, ajuda a combater a constipação causada pelo alto consumo de proteínas. Evite a realização de atividades que exijam muito esforço físico. Nessa fase, existe a tendência de que você se canse mais facilmente, devido a falta de carboidratos. A recomendação é de apenas vinte minutos de caminhada por dia.

Fase 2 – Cruzeiro

Nessa fase, além das proteínas, algumas verduras e legumes também são permitidas. O emagrecimento é reduzido a cerca de um quilo por semana e a fase deve durar até que o peso alvo seja atingido. Deve-se intercalar a alimentação entre um dia de proteínas e um dia de proteínas com vegetais.

Duração: Proporcional a quantidade de quilos que quer perder.

O que comer: Tomate, pepino, nabo, vagem, folhas verdes em geral, aspargos, cogumelos, berinjela, brócolis, abobrinha, pimentão e salsão estão liberados nessa fase, além de todos os alimentos da primeira etapa. Cenoura e beterraba também, porém em quantidade menor, já que possuem açúcares em sua composição.

Preparação: Verduras e legumes cruas ou cozidas. Evitar molhos prontos de salada, sendo ideal que você mesmo prepare os molhos utilizados.

O que não comer: Batata, milho, ervilha, lentilha, feijão, abacate, grãos (arroz branco e integral, trigo, quinoa).

Líquidos: Nessa fase, ingerir um litro e meio de água por dia. Chás e café estão liberados, sem adição de açúcares.

Recomendações: Como nessa fase a perda de peso será menor, é necessário paciência para não desanimar. Os resultados irão aparecer, só que em um intervalo de tempo maior. Caso haja uma recaída, a recomendação é de que se deve voltar para a fase de ataque. Nessa etapa, a ingestão do farelo de aveia pode aumentar para 2 colheres (sopa) por dia e o tempo de caminhada, para meia hora diária.

![Guia completo para iniciantes da dieta da proteina](/content/images/2018/07/mente-e-foco-na-dieta-dukan.png)
### **Fase 3** – Consolidação

Essa fase é essencial para evitar o efeito sanfona. Com seu metabolismo mais lento, o corpo tende a querer retomar ao peso anterior. O importante é não desistir e se manter firme. Proteínas e vegetais estão liberados todos os dias, além de algumas frutas e pães integrais.

Duração: 10 dias para cada quilo perdido. Ou seja, caso tenha perdido 5 quilos, essa fase deverá durar 50 dias.

O que comer: Maçã, morango, melão, melancia, kiwi, duas fatias de pão integral, uma fatia de queijo (no máximo 40 gramas). Nessa fase, você também pode adicionar dois alimentos com amido por semana, como massa integral, quinoa, lentilha, feijão, grão de bico ou polenta. Arroz e batata também, porém em menor quantidade. Carne de cordeiro e carne de porco assada também estão permitidos.

O que não comer: Banana, uva, cereja, nozes, castanha de caju. Evitar queijos fermentados como roquefort, brie, camembert e queijo de cabra.

Líquidos: Nessa fase, ingerir um litro e meio de água por dia. Chás e café estão liberados, sem adição de açúcares.

Recomendações: Duas refeições comemorativas estão liberadas por semana, desde que não se repita o prato e que elas não sejam seguidas uma pela outra. Também recomenda-se manter um dia apenas de proteína por semana. Aqui, você também pode consumir até 2,5 colheres (sopa) de farelo de aveia por dia além de manter os 30 minutos de caminhada por dia.

Fase 4 – Estabilização

Nessa fase, o objetivo é manter os bons hábitos na sua rotina, para evitar recaídas. A partir de agora, todos os alimentos são liberados, desde que adote como base a fase da consolidação, descrita acima.

Deve-se manter um dia da semana para consumo apenas de proteína, abandonar o elevador e sempre optar pelas escadas (na medida do possível), além de manter as caminhadas diárias por trinta ou vinte minutos e ingerir 3 colheres (sopa) de farelo de aveia por dia.

Qual dieta devo escolher?

Agora que você já sabe como funciona a dieta dukan, se sente mais preparado para encará-la? Lembrando que existem muitos métodos alternativos para perder peso, como os **chás emagrecedores **e outros tipos de dieta, como a dieta cetogênica. O mais importante é buscar informação e entender o que melhor se adéqua ao seu organismo.

Continue lendo:

Dietas para emagrecer e também mantém você saudável

Dieta para Fisiculturistas: Guia, Dicas e Cardápio

Nutrição: 15 Alimentos Saudáveis Para Sua Dieta