Adoçantes Naturais: 4 opções saudáveis para sua saúde

Deixar o açúcar de lado e usar adoçantes não é uma ideia que agrada a todos e para muitos pode ser algo difícil.

Mas, dado o quão incrivelmente prejudicial o açúcar pode ser dentro de uma dieta ocidental tradicional, esse esforço pode valer a pena.

Felizmente, existem adoçantes encontrados na natureza que são realmente bons para sua saúde.

Eles são baixos em calorias, tem baixo teor de frutose e gosto muito doce.

Então vamos lá aos 4 adoçantes naturais saudáveis. Mas antes inscreva-se na nossa lista Vip e receba semanalmente dicas e sacadas sobre Nutrição…

1 – Stevia

A estévia é um adoçante de baixa caloria dos mais populares na atualidade.

É extraído das folhas de uma planta chamada Stevia rebaudiana, nativa do Brasil e Paraguai.

Esta planta foi cultivada pela sua doçura e fins medicinais durante séculos aqui na América do Sul.

Vários compostos doces são encontrados nas folhas de estévia. Os principais são esteviosídeo e rebaudiosídeo A. Ambos são centenas de vezes mais doces que o açúcar, grama por grama.

Portanto, a estévia é muito doce, mas praticamente não tem calorias.

Além disso, alguns estudos baseados em humanos sugerem que a estévia tem benefícios para a saúde:

  • A estévia pode reduzir a pressão arterial elevada em pessoas com hipertensão em 6–14%. No entanto, não tem efeito sobre a pressão arterial normal ou levemente elevada (1, 2, 3).
  • A estévia também mostrou reduzir os níveis de açúcar no sangue em pessoas com diabetes (4).
  • Vários estudos em ratos mostram que a estévia pode melhorar a sensibilidade à insulina, reduzir o colesterol LDL oxidado e reduzir o acúmulo de placas nas artérias (5, 6).

Se você precisa adoçar algo, a estévia pode uma excelente opção de escolha.

No entanto, como em todos os adoçantes o sabor pode não ser agradável a todas as pessoas.

Por ser um produto natural, o sabor da estévia pode variar de marca para marca, então você deve experimentar para encontrar um tipo de estévia que você gosta.

Em resumo

A estévia é um adoçante natural, sem calorias, que pode reduzir tanto a pressão arterial quanto os níveis de açúcar no sangue.
O eritritol é outro adoçante de baixa caloria muito popular

2 – Eritritol

O eritritol é outro adoçante de baixa caloria muito popular

Ele é um álcool de açúcar encontrado naturalmente em certas frutas e alimentos fermentados, e também um antigo conhecido da ciência descoberto em 1848 por Jhon Stenhouse.

No entanto, o eritritol em pó disponível no mercado é provavelmente feito através de um processo industrial.

Ele contém 0,24 calorias por grama, ou cerca de 6% das calorias em uma quantidade igual de açúcar, com 70% da doçura.

O eritritol não aumenta os níveis de açúcar no sangue ou insulina e não tem efeito sobre os lipídios do sangue, como colesterol ou triglicerídeos (7).

É absorvido pelo corpo a partir do intestino, mas posteriormente excretado dos rins, inalterados (8).

Estudos mostram que o eritritol é seguro. No entanto, como acontece com outros alcoóis de açúcar, pode causar problemas digestivos se você consumir em grande quantidade (9, 10).

O eritritol tem um gosto muito próximo ao açúcar, embora possa ter um leve sabor residual.

Embora o eritritol não pareça ter nenhum benefício para a saúde, ele certamente não parece ser prejudicial e é mais bem tolerado do que a maioria dos outros alcoóis de açúcar.

Em resumo

O eritritol é um álcool açucarado muito doce e pouco calórico. Estudos mostram que é muito seguro comer, embora possa causar problemas digestivos em altas doses.
O xilitol é um álcool de açúcar com uma doçura semelhante a do açúcar.

3 – Xilitol

O xilitol é um álcool de açúcar com uma doçura semelhante a do açúcar.

Contém 2,4 calorias por grama, ou cerca de dois terços do valor calórico do açúcar.

O xilitol parece ter alguns benefícios para a saúde bucal, reduzindo o risco de cáries e a cárie dentária (11, 12).

Estudos em ratos mostram que o xilitol pode melhorar a densidade óssea, ajudando a prevenir a osteoporose (13).

O xilitol não aumenta os níveis de açúcar no sangue ou insulina. No entanto, como acontece com outros alcoóis de açúcar, pode causar efeitos colaterais digestivos quanto ingerido em altas doses (14).

Uma dica, se você tem um cachorro em casa, mantenha o xilitol fora de seu alcance, pois é altamente tóxico para os cães (15).

Em resumo

O xilitol é um adoçante muito popular. É um álcool com cerca de 2,4 calorias por grama. Tem alguns benefícios odontológicos. Em ratos, pode melhorar a densidade óssea e diminuir o risco de osteoporose.
O Xarope de Yacon feito a partir da planta yacon, originária da cordilheira dos antes na América do Sul, foi utilizado pelos incas e é muito popular no Peru e Bolívia por suas qualidades nutricionais.

4 – Xarope de Yacon

O xarope de Yacon é outro adoçante único.

É feito a partir da planta yacon, originária da cordilheira dos antes na América do Sul, foi utilizado pelos incas e é muito popular no Peru e Bolívia por suas qualidades nutricionais.

Este adoçante tornou-se recentemente popular no mundo como um suplemento de perda de peso. Um estudo descobriu que o Yacon causou perda de peso significativa em mulheres com excesso de peso (16).

É muito rico em frutooligossacarídeos, que funcionam como fibras solúveis que alimentam as bactérias boas no intestino (17, 18).

O xarope de Yacon pode ajudar contra a constipação e tem vários benefícios devido à alta quantidade de fibra solúvel (19).

Importante dizer, não coma muito de uma só vez, pois pode causar problemas digestivos.

Em resumo

O xarope de Yacon é muito rico em frutooligossacarídeos, que são responsáveis por alimentar as boas bactérias no intestino. Pode ser útil contra a constipação e pode ajudá-lo a perder peso.

O que dizer dos açúcares “menos ruins”, como o mel?

Existem no mercado uma variedade enorme de adoçantes açucarados populares que as pessoas preocupadas com a saúde costumam utilizar em vez de açúcar.

Isso inclui açúcar de coco, melaço, mel e xarope de bordo. É importante dizer que esses realmente não são muito diferentes do açúcar.

Eles podem conter quantidades menores de frutose e uma quantidade pequena de nutrientes, mas seu fígado não será capaz de saber a diferença.

No entanto, é importante lembrar que os efeitos nocivos do açúcar dependem completamente do contexto. A maioria dos estudos é feita em pessoas que já estão comendo uma dieta ocidental rica em carboidratos.

Para essas pessoas, especialmente aquelas que já tem excesso de peso, é resistente à insulina e em muitos casos portadores de síndrome metabólica, as grandes quantidades de açúcar são realmente prejudiciais (20, 21).

Além disso, podemos citar outros grupos de pessoas que podem querer evitar os adoçantes à base de açúcar. Esse grupo inclui viciados em comida, comedores compulsivos e pessoas que estão em uma dieta low carb ou cetogênica.

Pessoas saudáveis ​​não tem por não comer açúcar em quantidades moderadas, sem nenhum dano. Embora ainda esteja consumindo calorias vazias e possa causar cáries, isso não prejudicará seu metabolismo, não lhe trará gordura no fígado ou destruindo sua saúde.

Se você é saudável e gosta de usar o açúcar de verdade em suas receitas, mas quer comer de uma forma mais saudável, o uso de adoçantes naturais à base de açúcar, como o mel, pode ser uma boa opção mas com moderação.

Dentro do contexto de uma dieta saudável, baseada em alimentos integrais, pequenas quantidades desses açúcares naturais não causarão nenhum dano a sua saúde.

SAIBA MAIS:

Como o Açúcar Afeta Seu Cérebro

14 erros de baixa caloria que fazem você engordar

Receba seu boletim gratuito!

Coma mais inteligente e sem terrorismos com as melhores dicas e conselhos nutricionais entregues diariamente à sua caixa de entrada.

Dicas e Conselhos sobre Nutrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *